sexta-feira, 16 de novembro de 2012

DUNHILL SWITCH

Teores:

ALCATRÃO - 8.0
NICOTINA - 0.7
MONÓXIDO - 6.0

Mais um Dunhill! O de hoje é o Dunhill Switch, que possui aquela bolinha dentro do filtro. Quando estourada, essa bolinha libera um sabor de menta que faz com que o cigarro fique mais refrescante. Aqui no blog, já comentei sobre o Marlboro Blue Ice, que também tem essa bolinha que pode ser estourada. A embalagem do Dunhill Switch foge bastante do padrão das outras embalagens do Dunhill. Não há aquelas quatro listras horizontais que tão elegância e luxo ao box. Aqui, há várias listras verticais, que conferem à embalagem uma característica mais jovial e moderna. Uma outra mudança que pude perceber foi a ausência daquela proteção com um adesivo, que protege melhor os cigarros. Esse aqui não tem. Há só aquela cobertura de alumínio que retiramos e jogamos fora, e que é encontrada em todas as caixinhas de cigarros.

Vamos aos detalhes:

Antes de se estourar a bolinha, o cigarro é bem suave e sem graça. Não tem quase nenhum sabor. Realmente foi feito para que a bolinha fosse estourada logo no início, ou mesmo antes de se começar a fumar. Depois que se estoura a bolinha, vem o gosto da menta. Aliás, o gosto da menta é bem normal. Nada muito fraco, nada muito forte. Bastante comum! Não há muito o que se dizer sobre esse cigarro. É um mentolado que cumpre seu papel: ter sabor de menta. Além disso, não há mais nada o que se dizer. Não é um sabor fora do comum, que satisfaz e impressiona. Ao mesmo tempo, não é ruim, e é bem-vindo para quem está sem cigarros. Só isso!

Na postagem anterior, comentei sobre o Dunhill Crystal Blend, um dos piores cigarros mentolados que já experimentei. Esse é um pouco melhor, mas nem tanto. O gosto da menta é mais presente, e refresca um pouco mais, mas está longe de ser um ótimo cigarro. Ele, como já mencionei anteriormente, alcança seu objetivo de ser mentolado, mas não vai além.

Vem somente em versão box, como todos os Dunhills (R$5,50). No entanto, está bem longe das notas máximas dos Dunhills Blue Blend, Carlton Blend e Master Blend. A famosa fumaça densa, macia e volumosa desses Dunhills não existe nesse Dunhill Switch. Uma pena.

Bom cigarro para se fumar em uma balada, já que nesses momentos qualquer um serve. Mesmo assim, é melhor que o Dunhill Crystal Blend (mentolado quente).

NOTA: 7.0



2 comentários:

  1. Eu gostei! Para quem quer um cigarro com apenas um toque do mentolado, sem nada exagerado, é uma ótima sugestão.

    Comparado ao Blue Ice (Malboro) por exemplo, ele é bem mais fraco.

    Mas esse pelo menos a menta entra em harmonia com o tabaco.

    ResponderExcluir
  2. É meu favorito, sabor menta, refrescante, sem exageros

    ResponderExcluir